CAPITULO VI - RELACIONAMENTO TOXICO E COM DEPENDENCIA EMOCIONAL (PARTE 1)

Foi muito triste, mais depois de 4 anos, realmente constatei, com a cabeça e o coração mais calmos e limpo, que sim vivi por 14 anos um relacionamento toxico e com uma enorme dependência emocional de ambas as partes, vou contar um pouco.....



No começo tudo parecia mais um relacionamento normal, como os outros já tive, mais não seria só mais um relacionamento, ele mudaria tudo em minha vida e em mim principalmente.

Não sei muito bem como isso aconteceu, a culpa não é de ninguém, isso acontece. Mais nos dias atuais fico muito triste de percebe que tudo foi uma grande mentira, talvez seja a melhor palavra para usar? Acredito que nunca existiu amor e sim uma dependência emocional muito grande.

Nunca pensei que teria coragem suficiente para admitir que isso aconteceu comigo, afinal sempre me considerei muito esperta, e nunca me deixe envolver nos outros relacionamentos que tive. Vou contar uma coisa aqui, eu só tive um grande amor na minha vida, e não foi esse, pode ter certeza.

Durante algum tempo esse relacionamento foi até bom, não posso dizer que foi totalmente ruim, mais depois de alguns anos, tudo foi mudando, sentimentos, desejos, e isso apareceu depois de tantas mentiras, traições e daí quando a confiança se quebrou que tudo começou a ser tão tóxicos.

Não desejo isso nem para a pessoa que eu possa vir a detestar na vida. Quando não se tem confiança, tudo fica vazio e triste, e mesmo assim você continua, pela companhia era o que dizia para mim mesmo.

Ah, ele mentiu, me traiu! Mais prometeu que nunca mais fará isso, pode acreditar isso vai acontecer de novo, de novo e sempre. Nem sempre as pessoas estão dispostas a mudar, elas sempre serão do mesmo jeito, pelo menos no meu relacionamento ele nunca mudou e nem quis mudar, dizia que era o jeito dele.

E eu acabei aceitando aquela situação, e sinceramente até hoje não entendo porque? Tantas promessas e planos que nunca foram cumpridos, mentiras e mais mentira que nunca tinham fim, mais sempre tinha uma boa explicação e eu acabava perdoando sempre.

Hoje quando paro para pensar, fico hora tentando entender porque nunca tive coragem de colocar um fim nisso, e sinceramente não consigo entender, a dependência emocional era tão grande que preferi aguentar. Talvez pela nossa sociedade impor que a mulher, tem que ter um companheiro para ser respeitada, ainda bem que as coisa evoluíram e isso não é mais uma regra e sim uma escolha.

Talvez, por ter começado esse relacionamento com 24 anos, e acreditar que ele mudaria e poderíamos ser uma casal normal, mais durante os 14 anos de relação isso nunca aconteceu.

Finalmente em 2018 o relacionamento acabou! de uma forma não muito agradável, mais acabou. Depois de tantas traições, mais dessa vez uma das pessoas que ele se envolveu resolveu abrir o jogo e começou a me agredir e me perseguir, porque apesar das inúmeras traições, ele sempre nunca me deixou por nenhuma delas.

Mais dessa vez foi diferente a relação já não tinha mais salvação e as ofensas, agressões e perseguições tornam tudo INSUPORTAVEL. Não vou ser hipócrita e mentir, doeu para caramba o fim, mais foi preciso.

Cheguei a ficar sem rumo sem noção do que fazer ou para onde ir, essa situação foi vivida por uns 6 meses, acho não lembro ao certo. Mais lembro de, quando tudo mudo e parou de doer ou fazer falta.

 

CONTINUA........


Comentários